top of page

ESTRIAS NAS UNHAS?

Atualizado: 10 de out. de 2023

Às vezes gostava de conseguir colocar tudo o que me vai na cabeça por escrito de uma forma coesa e à primeira, mas não é o caso. Escrevo e apago mil e quinhentas vezes pois parece que falta sempre acrescentar alguma coisa, pelo que desta vez vou escrever corrido e sem pensar muito.

Tenho tanto para dizer sobre as unhas (eu sei, mas há mesmo muito para dizer), que às vezes não sei como, nem por onde começar, e o que abordar primeiro.



Não é uma nem duas, as vezes que já me passaram literalmente pelas mãos clientes ou técnicos de unhas que acham normal e correcto limarem a placa das unhas por cima, para removerem as tão inestéticas estrias. Confesso que fico doente (ok, se calhar “doente” é extremo, mas que me irrita, irrita) quando o ouço, porque entre os vários disparates que vejo serem cometidos, esta é mais um.

Não o façam! Vão desgastar a unha, enfraquecê-la e não resolvem nada. Bem pelo contrário, as unhas vão começar a ficar mais finas, a “descascar” na ponta e fragilizadas. Se se põem a limar as unhas por cima a cada ida à manicura, ou a cada mudança de verniz, acabam por ficar com a placa da unha reduzida a metade.



MAS AFINAL O QUE É UMA ESTRIA NA UNHA?

Associamos a palavra estrias a marcas na pele deixadas por gravidezes e mudanças rápidas de peso, mas as unhas também podem ter estrias (ou pequenos sulcos).

É normal à medida que envelhecemos as unhas perderem a capacidade de absorver nutrientes. Podem até perder um pouco do seu brilho e tornarem-se mais opacas. São alterações normais que refletem o desacelerar do nosso corpo, no processo natural do envelhecimento.

Há várias razões pelas quais as unhas podem ganhar estrias. A mais comum, (na ausência de uma patologia médica) é a que referi acima. A má nutrição, ou uma deficiência vitamínica pode ser outra das causas, mas aí entramos em patologias de origem clínica.



ABRAÇAR ALTERNATIVAS SAUDÁVEIS PARA UMA UNHAS PERFEITAS

Há várias soluções hoje em dia para camuflar as estrias de modo a que não estejam visíveis, preservando a saude. Desde bases de verniz específicas, ao usos de cores opacas e top-coats mais espessos, conseguimos camuflar perfeitamente as estrias sem recorrer a uma limagem que vai sem sombra de duvida enfraquecer as unhas.

As bases de verniz específicas, têm muitas vezes escrito “ridge filler” na etiqueta. Têm uma cor esbranquiçada pensada para camuflar a diferença de cor que as unhas estriadas têm e fazem um pequeno preenchimento. A cor da base é pensada para quem gosta de usar tons mais claros e naturais. Se aliarmos a isto um top coat “efeito gel”, temos o nosso problema cosmético resolvido sem ter que reduzir as unhas para metade da espessura natural.

Aliado ao verniz, aconselho o uso de um bom óleo de cutículas para nutrir as unhas. Cuidado com os vernizes fortalecedores. Nem sempre é o adequado. Uma unha pode partir por várias razões. Da falta de água e lípidos (gordura natural), a queratina. Entender o porquê é essencial para um tratamento eficaz.


Para quem prefere uma opção que não requeira ter de esperar que o verniz seque, ou prefere algo mais duradouro, as unhas artificias são sempre uma opção. Do verniz de gel (a que alguns chamam erradamente de gelinho), ao gel ou acrílico, são várias as opções.


Espero que tenha ajudado.


Beijo na testa!

XOXO SaL

36 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo
bottom of page